Como deve ser a vacinação para gato no primeiro ano de vida?

Hoje, os animais de estimação têm a oportunidade de viver mais tempo​​ do que nunca; e as vacinas têm um papel importante neste processo.

Você sabe o que são vacinas para gatos, com que idade você deve fazer e de quais doenças protegem?

A vacina para gato é essencial para cuidar da saúde do seu filhinho, mas o correto é que as vacinas sejam administradas apenas por veterinários.

Isso porque eles são os únicos autorizados a registrar dados no cartão de vacinação para os pets. 

Quer saber mais sobre a vacinação para gato e porque ela é muito importante para a saúde e bem estar do seu pet? Continue lendo e vamos falar mais sobre isso!

Por que meu gato precisa de vacinação?

Com as vacinas, o seu felino desenvolve anticorpos que previnem a infecção por gatilhos da doença.

A prevenção de doenças é a principal função da vacina para gato.

Mas deve-se avaliar a necessidade para cada caso específico, pois os riscos podem superar os benefícios em determinadas situações.

As vacinas são uma das ferramentas mais importantes contra doenças infecciosas.  Algumas dessas doenças, como a rinotraqueíte, podem ser transmitidas diretamente de gato para gato.

Se o seu gato tiver o costume de sair ou sempre estiver perto de outros gatos, ele poderá ser exposto a essas doenças infecciosas.

E um ponto de atenção: mesmo os gatos que parecem saudáveis ​​podem estar doentes. Portanto, manter as vacinações atualizadas é uma boa maneira de proteger seu animal de estimação contra as doenças.

As vacinas são seguras?

Todas as vacinas disponíveis para gatos foram extensivamente testadas e são seguras quando administradas conforme as instruções.

A maioria dos gatos tolera vacinas muito bem, embora possam ocorrer reações em alguns casos.  Alguns gatos podem parecer um pouco “cansados” depois de receberem vacinações, por exemplo. 

Informe o seu veterinário se o seu gato desenvolver problemas respiratórios ou vômitos após receber a vacina. 

Você também deve informar o seu veterinário se o seu gato já teve um problema no passado após receber uma vacina.

Com que idade os gatinhos podem ser vacinados?

O processo de vacinação dogatos deve começar quando eles param de receber leite materno.

Ou seja: a primeira vacina para gatos pode ser administrada após o desmame (aproximadamente às 8 semanas de idade).

Quando o gato é adultoalgumas vacinas devem ser reforçadas de tempos em tempos (aproximadamente 3 anos). 

Esta será a vacina trivalente, que oferece proteção contra Panleucopenia, Calicivírus e Rinotraqueíte.

Nas primeiras semanas de vida, os gatinhos são protegidos por anticorpos obtidos da mãe, que circulam no sangue. 

Como, nesse período, a capacidade dos gatinhos de desenvolver sua própria imunidade contra patógenos é limitada, é necessário uma revacinação após algumas semanas. 

No caso de os gatos já terem completado 3 meses no momento da vacinação, uma única vacina é suficiente para criar uma boa imunidade.

Realização das vacinas

  • Desde o desmame (idade aproximada: 2-3 meses): felino trivalente.
  • 3 ou 4 semanas após a primeira vacina (idade aproximada: 4 meses): reforço do felino trivalente.
  • Nem sempre obrigatório, antes do 1º ano: raiva e leucemia (duas doses com intervalos).
  • Com 1 ano de idade: reforço do felino trivalente e, se apropriado, reforço da leucemia e da raiva.
  • Aproximadamente a cada 3 anos (gato adulto): reforço das vacinas recebidas.

Lembre-se: Com a vacina nos gatos, prevenimos e evitamos doenças virais e bacterianas que, em alguns casos, podem ser fatais.

As vacinas para gatos são um tratamento preventivo essencial, que prepara seu sistema imunológico para lidar com diferentes infecções.

Este seria um esquema de vacina adequado para gatos desde filhotes:

  • 2 meses: vacina trivalente contra Panleucopenia, Calcivírus e Rinotraqueíte.
  • 2 meses e meio: Leucemia felina.
  • 3 meses: revacinação do Trivalente (segunda dose).
  • 3 meses e meio: revacinação da Leucemia (segunda dose).
  • 4 meses: Vacina anti-rábica.

Vacinas contra raiva e leucemia

Caso o veterinário detecte um alto risco dessas doenças, ele vai te aconselhar a vacinar o gato, com duas doses intervaladas, contra a Raiva ou contra a doença grave da Leucemia.

É importante que o seu veterinário seja confiável e que ele lhe diga a verdadeira razão pela qual ele aconselha você a vacinar seu gatinho contra essas doenças.

Se houver realmente um risco tangível, a vacinação está correta. Mas não faça isso apenas por medo, sem qualquer motivo.

Vacinas para gatos adultos

Uma vez que o gato adquire sua maturidade imunológica, em relação ao ano de vida, o gatinho geralmente pode receber novamente as vacinas, como a trivalente.

Enquanto, muitos veterinários aconselham repetir a vacinação a cada ano. Vários estudos recentes mostram que, na maioria dos casos, o efeito da vacina dura cerca de 3 anos.

Peça informações ao seu veterinário sobre o período de revacinação que é aconselhável para o seu gato adulto.

Como nas pessoas, cada vacina consiste em uma vacinação primária e uma secundária após um período, para descobrir com que frequência as vacinas devem ser administradas, é melhor consultar um veterinário.

Conclusão sobre a vacina para gato

A vacinação continua sendo um dos serviços mais importantes que o veterinário oferece.

Embora a vacinação seja um procedimento de rotina, também permite uma oportunidade regular para o seu veterinário realizar um exame físico, o que é muito importante para manter seu gato saudável. 

Antes de vacinar um animal, é essencial garantir que ele esteja bem de saúde, pois se o exame veterinário mostrar de alguma forma que a saúde do seu felino não está tão boa, é recomendável cuidar dele primeiro e depois vacinar.

O principal objetivo do seu veterinário é proteger seus pacientes.

Logo, o desenvolvimento de um protocolo de vacinação adequado para o seu animal de estimação é tão importante quanto qualquer outra área da medicina.

Confira outras postagens como essa para saber como cuidar bem do seu animal de estimação em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em Contato