Obesidade em cães e gatos: o que é e como combater?

CEV-BRASILIA-CLINICA-VETERINARIA-BRASILIA-CLINICA-001-blog-obesidade-em-caes-e-gatos

Aquele excesso de gordurinha no seu pet pode passar de uma simples fofura para obesidade em cães e gatos. Confira a seguir!

A obesidade em cães e gatos pode ser perigosa demais para a saúde do seu pet e é com o objetivo de te ajudar que fizemos esse artigo esclarecedor sobre o assunto.

Sabemos que como todo bom dono é comum que você queira fazer de tudo para que o seu pet se sinta confortável e fique feliz.

Mas, acredite, o simples ato de dar ração demais ou petiscos de forma exagerada pode não ser tão bom pra ele.

Na verdade, isso pode diminuir a expectativa de vida dele. Sabe o que é pior? De acordo com o estudo da USP, a obesidade em cães e gatos já é realidade em 20 a 40% da população pet.

Para ter ideia, a expectativa de vida em animais obesos diminui aproximadamente em 15%. É muito tempo sem o seu pet, certo? Então, continue com a gente e previna a obesidade em cães e gatos.

O que é obesidade em cães e em gatos?

A obesidade animal é uma doença multifatorial e que leva ao exagerado acúmulo do tecido adiposo no organismo do seu pet, prejudicando as funções fisiológicas dele.

O excesso de gordura no corpo acaba criando um ganho exagerado e peso, o que significa maior aumento na ingestão alimentar ou redução no gasto de energia.

Nos Estados Unidos, uma pesquisa de 2014 mostrou que 63% dos cachorros e 67% dos gatos estão com o peso elevado; desse percentual, 28% dos gatos e 18% dos cães são obesos.

O cuidado com obesidade em cães e gatos deve ser ainda maior se levarmos em conta que algumas raças já possuem uma predisposição para a doença.

Não só as raças influenciam nisso, como também se o animal é castrado ou não.

Isso porque, não ter alguns estrógenos ou andrógenos pode fazer com que o pet tenha mais apetite e diminuição na massa magra.

Além disso, a obesidade é mais comum para os pets que não fazem exercícios ou que possuem donos também obesos, já que esses acabam não regulando os petiscos.

Como a obesidade pode ser tão prejudicial?

A obesidade em cães e também nos gatos são comprometedoras, já que interfere negativamente na qualidade e tempo de vida dos pets.

Além disso, comprovadamente, os pets obesos apresentam riscos significativamente maiores para vários distúrbios e doenças.

Veja abaixo o que a obesidade pode acabar fazendo com o seu pet:

– Boca: acaba gerando doenças periodontais, que são frequentes em animais que não têm uma dieta.

– Focinho: a dificuldade para respirar com a obesidade em cães e também em gatos é maior, principalmente se o animal tiver focinho achatado.

– Articulação: sabe os quilinhos extras fofinhos? Eles não são tão lindos assim quando causam artrose no seu pet por sobrecarregar as juntas.

– Coração: na obesidade em cães, é comum que eles sofram com problemas cardiovasculares (e nos gatos isso também acontece).

– Estômago: a obesidade em cães e em gatos pode causar tumores, por conta do excesso de gordura no organismo.

Ainda existem outros problemas que a obesidade pode causar ao seu pet. Se quiser tirar alguma dúvida sobre um caso específico, pode falar com a gente.

Seja um combatente da obesidade animal

Se você notou que corre um sério risco do seu pet estar obeso, a primeira coisa que indicamos é: procure um profissional para verificar e te ajudar com isso.

Mas só para esclarecer, existem maneiras de cuidar do seu pet e combater a obesidade em cães e em gatos. Algumas delas são…

– Nutracêuticos e macronutrientes: assim, você estabelece o balanço energético negativo, controlando e revertendo a obesidade.

– Proteínas: investir em proteínas dietéticas é importante para as dietas de perda de peso, já que a quantidade de calorias é menor e oferece uma proporção maior entre calorias e proteínas, queimando a massa gorda e fazendo a manutenção da massa magra.

– Fibras: as fibras na dieta contribuem para diminuir a densidade energética dos alimentos, diluindo ou reduzindo as calorias e as restringindo para perda de peso.

– Plano de tratamento: antes de começar qualquer dieta ou definir que existe a obesidade em cães e em gatos no seu pet, você precisa consultar um especialista.

Por isso, não hesite em marcar uma consulta com um especialista e ver qual é a melhor dieta e exercícios para que o seu pet não fique obeso.

Ainda tem dúvidas sobre a obesidade em cães e em gatos? Então deixe um comentário e vamos te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em Contato